Meu lugar preferido para ler é na cama, de preferência logo antes de dormir. Faz parte do relaxamento pré-sono. A conseqüência desse hábito é que tenho alguma dificuldade para ler sentada, no ônibus, no computador.

Ler na cama tem vantagens, como o conforto, a tranqüilidade (geralmente ninguém te atrapalha quando você vai para o quarto e fala que vai dormir), o quentinho. A desvantagem é que é bem fácil pegar no sono e nem marcar a página do livro. Se bem que eu já acordei várias vezes no meio da noite com luzes acesas e braço dormente segurando o livro aberto.

Hoje, feriado, aproveitei um pouquinho para ficar quietinha com os livros. Aí lembrei desse produto que tinha visto há algum tempo. Divido com você a título de curiosidade (e um post curtinho me permite curtir os livros mais tempo).

Pensando naqueles dias frios, em que dá aquela preguicinha de ficar com os braços e os dedos de fora das cobertas, a designer de moda espanhola Andrea Ayala Closa desenhou esse cobertor. A manga cobre os braços e os dedos das mãos, acabando com o frio.

Presta atenção no detalhe do dedinho...

Essa abertura no indicador foi o que mais me divertiu! Nada de falta de sensibilidade nos dedos para passar as páginas! Mas, mesmo assim, meio esquisito pra usar, né? Ainda fico com as minhas gambiarras para me enrolar no cobertor e ler na cama mesmo nos dias frios…