O Calvin pode ainda não ser muito fã, mas o Haroldo e nós aqui da Livro somos meio obcecadas por leitura, livros, autores e tudo que se associa a esse mundo. Ontem li que o Woody Allen andou gravando alguns de seus textos em áudio recentemente e acabou ficando bastante incomodado com o resultado. Olha só o que ele disse a respeito:

“Não existe nada que substitua a leitura e nunca existirá. Ouvir um livro sendo lido é uma experiência diferenciada mas é difícil substituir a sensação de estar sentado na cama ou em uma cadeira confortável passando as páginas de um livro, coloca-lo de lado e aguardar ansiosamente a chance de voltar a ele.”

O nosso mascote aqui da Livro só não concorda com o Woody Allen porque ele não tira o nariz dos livros nem pra saber o que as celebridades tem dito, olha só:


Todo esse blablablá só pra mostrar pra vocês algumas imagens de objetos e idéias que tenho colecionado sobre o assunto. Acredite, são muitos os aficcionados por livros inventando modas por aí. A primeira são esses livrinhos-almofadinhas, feitos pela Laurraine Yuyama, da PatchworkPottery. Não dá vontade de ter uma estante cheia deles?

Essa estante circular foi criada pelo arquiteto dinamarquês David Garcia e exposta como uma instalação de arte. Você pode entrar nela e dar um passeio feito rato de laboratório só que com muito mais cultura, né?

O “marcador de livro líquido” é uma criação do designer Kouichi Okamoto, pela Kyouei Design. Ele vem nas cores branco, cinza e vermelho, esse último combinando super bem com os livros vampirescos que estão tão na moda atualmente.


Você também coleciona links como esses? Deixa a dica aí nos comentários!

Obs: A tirinha do Calvin veio do blog do Almir